sábado, 12 de dezembro de 2015

Eu fico perplexa com a capacidade que eu tenho de escancarar meus sentimentos aqui neste blog. Imagino que seja pelo fato de eu ser uma anônima e como tal, vivo situações comuns a todas as mulheres.
Ultimamente eu ando morrrta de ciúmes de meu namorado. Nunca fui muito ciumenta, mas ele mobiliza em mim alguma coisa que me deixa bastante insegura. Não consegui ainda identificar o que é, mas presumo que é o fato de ele ter  tido uma vida sexual muito mais ativa do que eu, de ter tido a oportunidade de vivenciar muitas experiências que eu sequer consigo chegar perto. Afinal, ele é um homem do mar e um homem do mar tem muitas possibilidades. Sem falar das mil oportunidades que a carreira dele oferece de mudança pra outros locais.
Sempre fui uma mulher que atrai cafajestes, homens galinhas e isso sempre me deixou insegura, mas nenhum destes meus ex tiveram a oportunidade de conhecer tanta mulher, além do que eu via o medo de me perder nos olhos destes homens. Pra esse, eu me sinto como se eu fosse a mulher da vez.
Eu pensei e decidi deixar isso tudo pra lá e viver um dia de cada vez. Se hoje eu estou feliz, isso é o que importa. Se amanhã, ele quiser navegar por outros mares, eu já conheço o fundo do meu poço e sei que posso sair de lá.

Nenhum comentário: