sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Balanço das 101 coisas em 1001 dias:

- Realizei 21 itens.

São 20, 80% em 403 dias. Achei bem digno.

sábado, 28 de setembro de 2013

Qual profissão toma mais café (para enfrentar a cinzenta segunda-feira)?

Será que o resultado seria parecido no Brasil? Enquanto não encomendam uma lista brasileira, confira a gringa:
1. Cientistas e técnicos de laboratórios
2. Profissionais de marketing e relações públicas
3. Administradores de instituições de ensino
4. Escritores e jornalistas
5. Administradores de instituições de saúde
6. Médicos
7. Cozinheiros
8. Professores
9. Assistentes sociais
10. Profissionais de finanças (bancários, contadores, etc)
11. Enfermeiros particulares
12. Coordenadores de recursos humanos
13. Enfermeiros
14. Funcionários do governo
15. Trabalhadores autônomos braçais (encanadores, carpinteiros, etc)

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Eu tô pensando em mudar radicalmente a minha vida. Calma! Não vou raspar a cabeça ou fazer uma tatuagem no rosto!
hehehehehehe
Tô pensando em levar pra minha vida prática umas ideias que aos poucos vem se aproximando de mim e vem tomando forma em minha cabeça.
Sabe quando o modelo pré fabricado que vc vive já não lhe serve mais? Quando vc não consegue mais ver sentido em algumas coisas ao seu redor e tem uma sobra em cada parte que vc olha? Pois é .
Tô repensando um monte de coisas e querendo enxugar uns excessos. Desapegar. Deixar pra lá. Minimizar. Simplificar.
Por aí.
Tá tomando corpo e vou ver no que vai dar.

1. Desapegar de pessoas que não me levam a nada;
2. Simplificar a minha rotina;
3. Dar um destino ao que eu não uso, principalmente ao que eu tenho de casa sem uso e serve pra alguém.
4......

terça-feira, 16 de julho de 2013

Faz um bom tempão que eu não entro aqui por dois motivos: vício no face, que já está passando e falta de tempo.
Andei pensando muito durante algum tempo e não tem sentido eu ficar postando cada coisa que eu acho legal no face porque é uma exibição gratuita e porque todos que estão lá me conhecem, então decidi ir voltando pra este espaço aos poucos e postar o que realmente importa aqui, onde só vem quem tem vontade e não é obrigado a ver tudo o que me interessa.
Eu recomecei hj a estudar "de com força". Firme e forte. O método escolhido foi o dos ciclos, Recomecei devagar, ouvindo o vídeo de Gisele e uma música de Joss Stone que quero intensificar no decorrer da semana.
Deus me dê forças e coragem pra continuar determinada nesta minha jornada porque até o meu aniversário eu quero estar já fazendo desse horário de estudo um hábito.

Tem uma coisa que tá me deixando muito triste e que é objeto de minha análise: meu filho não está lendo ainda e eu estou atrapalhando o processo dele com minha angústia. Nem tenho palavras pra descrever como eu gostaria que ele já estivesse descobrindo o mundo das letras, das palavras, dos livros... E o pior é saber esperar o tempo do outro. Eu tô sempre me batendo com essa questão. Sempre quero que o tempo do outro seja o meu tempo, na hora que eu quero. Não dá.
E um filho serve pra isso: escancarar o que você tem de melhor e de pior.

Espero muito sinceramente que eu consiga respeitar o tempo, o espaço e os limites dele.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Minha tarefa de inglês concluída. Pensei que seria impossível. Juro. Mas eu consegui transcrever todo o diálogo das duas.

segunda-feira, 1 de abril de 2013





Killing Me Softly With His Song

Strumming my pain with his fingers
Singing my life with his words
Killing me softly with his song
Killing me softly with his song
Telling my whole life with his words
Killing me softly, with his song

I heard he sang a good song,
 I heard he had a style
And so I came to see him, and listen for a while
And there he was, this young boy,
 a stranger to my eyes

I felt all flushed with fever, 
embarrassed by the crowd
I felt he found my letters, 
and read each one out loud
I prayed that he would finish,
 but he just kept right on

He sang as if he knew me, 
and all my dark despair
and then he looked right through me 
as if I wasn't there
And he just kept on singing, singing clear and strong


Matando-me Suavemente Com Sua Canção

Dedilhando minha dor com seus dedos
Cantando minha vida com suas palavras
Matando-me suavemente com sua canção
Matando-me suavemente com sua canção
Contando minha vida inteira com suas palavras
Matando-me suavemente com sua canção

Eu ouvi dizer que ele cantava muito bem, 
eu ouvi dizer que ele tinha um estilo
E então eu vim vê-lo, e ouvi-lo por um momento
E lá estava ele, este jovem menino, 
um estranho aos meus olhos

Eu me senti toda vermelha de febre,
 com vergonha do público
Eu senti que ele encontrou minhas cartas, 
e leu cada uma em voz alta
Eu rezei para que ele acabasse, 
mas ele apenas continuou

Ele cantava como se me conhecesse, 
e meu profundo desespero
E então ele olhou através de mim 
como se eu não estivesse lá
E ele continuou cantando, 
cantando alto e claro

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Comecei o ano em grande estilo, comemorando com minhas amigas e Gui.
Na noite da virada, eu fiquei em casa com meu filhão e, à meia-noite, eu e Gui colocamos uma cédula no pé direito e demos 13 pulinhos pra entrar o ano com (muito) dinheiro, claro. kkkkkkkkkkkkk.
No 1º dia do ano, eu Gui e duas amigas fomos comer caranguejo em frente ao mar e falando besteira. tem coisa melhor?Ah, não bebi uma gotinha de álcool. Firme e forte em  minha determinação de Natal: 1 ano sem cerveja.

                                                                         DELÍCIA


terça-feira, 1 de janeiro de 2013

.........................


Oh! Amor, ai
Amor bobagem que a gente não explica,ai ai
Prova um bocadinho,ô
Fica envenenado,ô
E pro resto da vida é um tal de sofrer

..................................

                                                                                                                 Caetano Veloso
Feliz ano novo!