segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Tô longe do meu blog há tanto tempo que tô até enferrujada. Tantas coisas aconteceram que eu nem sei por onde começar...

# Hoje é aniversário de OL e ele não vai trabalhar pra ficar com Gui. Pena que eu não possa ficar em casa também... Vou curtir um pouquinho dessa farra a noite.
# Dia três eu fiz quarenta anos. Comemorei em um bar ao som de samba e eu amei. Foram alguns amigos queridos. Eu não me sinto com 40 anos, apesar de que meu corpo já reclama um pouco:
- me canso com mais facilidade do que antes, não tô conseguindo mais dormir tão pouco (umas 4 horas por noite) como eu dormia antes;
- minhas pernas doem muito, tanto que eu adotei as sapatilhas pra minha vida;
- tem alguns anos que venho percebendo uma fragilidade muscular, por exemplo: depois de um treino bobo de pilates eu mal consigo controlar a tremedeira nas pernas e nos braços, a ponto de parecer que eu tô fraca e vou cair. Sem falar nas cãibras;
- se eu sair pra dançar, no outro dia eu preciso descansar quase que um dia inteiro (pura verdade, sem exagero);
- está mais difícil emagrecer e manter um peso mais baixo. Não tô conseguindo descer os ponteiros da balança;
- não tô conseguindo estudar, pois ando num esgotamento mental muito grande;
- parece que meu corpo sonha com uma cama;
- minha visão noturna deu uma deteriorada de uns meses pra cá: parecer que tem uma névoa eterna nas vistas, mas eu consigo ler bem;
- Não tenho vontade de estudar, de ler ou mesmo de me esforçar pra começar, porque começando eu engato. Isso eu acho que é preguiça, mas antes eu tinha mais domínio de minha vontade.

Não vou só reclamar.

# Arrumei meus livros, separei o que não quero pra doar, os que vou ler e os que são de estudos;
# Arrumei minhas revistas;
# Arrumei meus produtos;
# Arrumei minhas roupas, separei o que tá velho, o que eu vou dar e o que eu ainda posso usar. Decidi que vou comprar quatro calças de qualidade: duas jeans, uma preta e outra escura. Vou separar uma grana pra comprar umas quatro peças de roupa pra sair, porque tenho muita roupa, mas tudo batida. Ainda tenho quatro vestidos que nunca usei e um macacão saruel. Mas falando francamente, tenho um monte de roupas guardadas porque não estão cabendo em mim, sem contar no monte que eu tenho que fazer pequenos ajustes e eu tô esperando uma grana maior que não chega. De fato, preciso emagrecer, porque roupa tenho de sobra.
# Quanto aos sapatos, também tenho, mas ainda assim preciso de um preto para trabalhar. Um que seja confortável, baixo, mas com um saltinho pra não ficar tão baixinha;

O que falta:
# Arrumar o armário de Gui;
# Separar os brinquedos que prestam, os que eu  vou doar, o que eu vou colocar pra ele brincar, etc;
# Arrumar minha bancada;
# Organizar minhas finanças. Não estou devendo nada, mas tenho muito o que comprar, porque parece que tudo aqui em casa ficou velho e estragado de uma hora pra outra e eu quero fazer tipo um investimento pra comprar coisas novas sem mexer muito em minha conta.
# Preciso arrematar a obra de eletricidade, porque até hoje tem umas coisas fora de lugar;
# Preciso colocar a viga de aço na sala (falei da rachadura em outro post);
#  Este final de ano  eu faço a obra do consultório e todo o que isso envolve: reforma, portão eletrônico, móveis, brinquedos, armário, etc.
# Quero trocar os colchões da casa porque estão TODOS muito mijados. Meu filho até hoje não consegue acordar sozinho pra fazer xixi e eu preciso acordá-lo pra levar pra o banheiro e nessa brincadeira. até o sofá já foi mijado. Triste, mas é verdade.
# Fazer minha pós.

# Depois disso, tirando a pós que são anos pagando, eu vou trocar os móveis do quarto de Gui, trocar os móveis da minha sala e arrumar o quintal.

Nenhum comentário: