quinta-feira, 30 de agosto de 2012

De voltaa!
Cheguei ontem a noitinha e amei a minha viagem.
Morri de saudades de meu filho, de OL, de minhas irmãs, mãe e sobrinhas, de meus pets, de minha casa e de minha rotina. Cheguei e entrei em uma casa em obra, toda cheia de fios e cimento e massa corrida e material de pedreiro. Acho que falta pouco agora pra minha casa voltar ao normal.

Estive fora 22 dias, mas internamente me pareceu que foram meses, pois a viagem foi muito intensa. Excursão, todo mundo sabe como é: horário pra tudo, muitos lugares pra ver, pouco tempo pra fazer o que programou e esgotamento no final do dia. Mas valeu!

Amei Portugal, Zurique, na Suíça, gostei muito das cidades da Espanha e gostei mais ou menos de Paris. O que eu mais gostei foi da companhia de minha prima Neila que viajou comigo e organizou cada detalhe a ser visitado. Uma pessoa muito legal e que contribuiu muitíssimo para o sucesso de nosso passeio. Com o seu jeitinho tranquilo e rapidinha como só ela, conseguimos conhecer muita coisa. Obrigada, primaa!
Depois vou colocando o que eu conheci e minhas impressões sobre os lugares que eu passei.

Acho que coloquei muita expectativa em minha viagem para Paris e principalmente no que minha amiga que está estudando por lá poderia me apresentar, mas enfim, fui e vi que tudo é realmente uma questão de ponto de vista e que cada pessoa vai curtir aquilo que gosta. Eu e Neila aproveitamos do nosso jeitinho muita coisa de uma Paris não tão voltada para o turismo sem esquecer de nadinha que estava em nossos planos.

Comprei algumas coisinhas que postarei aqui depois.

Dessa viagem, eu tirei algumas lições que levarei pra vida toda:
* O melhor lugar do mundo é o Brasil (sem guerras, sem conflitos religiosos, sem diferenças extremas no clima e outros fatores pequenos, mas importantes);
* Quem não domina o inglês passa maus bocados, inclusive na França (que aliás, consegui me comunicar muito bem sem conhecer mais que 4 palavras em francês);
* Estar acima do peso? Não ter roupas legais? Estar com pouco dinheiro? Pura bobagem. Viajar é uma delícia, independente de qualquer coisa. A Europa é um palco de diversidade e cultura inimaginável.


É isso. De volta e muito feliz.

Nenhum comentário: