terça-feira, 31 de julho de 2012

Ah, que saudade de meu bloguinho!!
Tô completamente sem tempo e no meu tempinho pouquinho que resta não tenho forças pra nada, apenas pra ver TV ou alguma série on line. Hehehehe.  Eu sei que é feio não dar atenção ao mundo fora do meu trabalho e do meu mundinho virtual, mas é assim que eu tô podendo existir nestes dias.

Tudo dando certo e errado ao mesmo tempo: meu sanmsung galaxy pixou, meu note Dell novão pifou, o armengue de instalação elétrica aqui em casa tá dando pau, meu filho tá uma desobediência só, meu trabalho tá literalmente quente em todos os sentidos (vem novas diretrizes por aí), meus (poucos) pacientes precisando de mim e eu também precisando de mim, meus pets carentes até a alma, engordei 3 quilos (comendo minha angústia e me entupindo de coisas não tão nobres), não comprei meus euros ainda, nem minha mala, não sei quais roupas vou levar, principalmente agora que estou (mais) gorda, não fui pra um curso que paguei horrores($60,00 kkk) simplesmente porque não queria. Nunca tinha feito isso antes. Minha cara tá cheia de espinhas, estou inchada e feia. Pra eu dizer isso é porque tô mesmo, porque me acho    uma gatha. Minha amiga pariu e eu tô sem forças, coragem, vontade de visitá-la. Enfim, tô chata mesmo.

O lado bom: ganhei outro samsung galaxy, a Dell vai trocar a placa mãe de meu note, minha sobrinha linda vai nascer semana que vem, dia oito estarei embarcando em uma viagem internacional, arranjamos um eletricista que vai refazer toda a instalação quebrando tudo e começando do zero (não estarei aqui e não pagarei um real por isso), vamos reformar a casa toda quando eu chegar ($zero pra meu bolso!!), vamos construir o meu consultório e ainda tô na negociação de ser zero reais pra o meu bolsbo também, ganhei o dinheiro de metade dos euros, paguei o que deva a minha hermana e dei minha contribuição para o chá de fraldas da minha afilhada linda, meu dinheiro parece que está se esticando, pois está sobrando no final do mês. Enfim, minha vida está mais bela porque meus problemas são tão ínfimos que estar gorda e feia é o mínimo, pior é na guerra e na Síria.

Ontem eu soube que uma amiga de minha amigona do peito está com metástase e eu fiquei bem deprê. Ela teve câncer de mama tem uns dois anos e fez todo o tratamento, já estava trabalhando, voltando a sua vida normal quando descobriu que o câncer voltou e tinha se espalhado pra o osso do esterno. Gosto muito dela e lembro quando éramos mais novas e ela era a mais paquerada por ser linda, atenciosa, meiga ... A última vez que conversamos ela me falou que queria casar, ter filhos, mas que só arranjava cafajestes. Demos boas risadas. Agora não tenho nem coragem de ligar pra ela. E falar o quê? Nessas horas, eu queria ter um manual.
...
Mas apenas oferecer a sua presença, muitas vezes é o suficiente.

Nenhum comentário: