sábado, 9 de junho de 2012

Mais novidades, claro na mesma vibe que as outras:
- Decidimos no trabalho quem iria folgar na sexta e quem iria folgar dia 22/06 (sexta que antecede ao São João) e meus "subordinados" me deram folga nas duas sextas. Eu, como boa funcionária que sou, pensei na horinha: "oba, vou trabalhar em casa sem interrupções!!"
- Trabalhei como a Escrava Isaura no feriado e quando ligo o notebook na sexta pra dar continuidade, o fofo não liga nem com promessa. Eu que estou vivendo a base de três tomadas em casa, pensei em ligar o meu computador na mesa da cozinha, onde trabalho atualmente, mas lembrei que ele é uma carroça e a tomada é de três pontas (a que tem o fio terra). Decidi comprar um novo, pois tem mais de 5 anos que eu não invisto em computador e afins, fico usando os restos do meu marido. Comprei um notebook da Dell, i3, pois atende a todas as minhas necessidades e o preço estava dentro do meu orçamento.
- Não é que my husband volta pra casa com o notebook dele tinindo mais que o meu? Ele comprou um disco rígido e instalou o windows 7. Tá uma máquina do tempo. O meu que é excelente, ficou na hora desvalorizado e R$1600 mais caro, pois se eu tivesse esperado ver o que o dele tinha, eu não teria gastado esse valor.
- Pensei em nunca mais tomar uma decisão no impulso... Fiquei putíssima da vida e fui dormir sem trabalhar.
- Resolvi ver um filme pensando no dia improdutivo que eu tive e que deveria estar aproveitando a noite e tal e não é que falta luz na vizinhança? Ressalto que isso é uma constante em minha região. Ponderei que eu não fiz uma compra ruim e que eu tenho trabalhado muito e um dia sem trabalhar não é tão mal assim, a despeito de todas as coisas acumuladas e que eu não sou uma máquina, etc, etc, etc, etzoooinc.
 - Resumo da ópera: eu já vinha avaliando em comprar um novo comutador há pelo menos 1 ano e não comprava pra não "gastar" uma grana desnecessária, já que eu tenho esse "core 2 duo" de meu maridinho. Ocorre que o dele falta letras, a configuração é estranha, eu já decorei, pois me serve, mas ele usa e eu não tenho privacidade de colocar as minhas coisas e ninguém bulir. Pauta para outro post.
-Enfim, já estou em paz comigo novamente e feliz por ter tirado o escorpião do bolso, que no meu caso é um jacaré.
Vou pra Feira este findi e estou avaliando se levo trabalho pra fazer ou não. Meu grilo falante é phoda, véi.

Nenhum comentário: