sábado, 18 de fevereiro de 2012

Pelo fim da caretice e do desrespeito virtual: http://meusorrisodogato.blogspot.com/
Muito legal.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012



Já é CARNAVAL, cidade!
Acorda pra ver. Corrão pra ver o Chicletão!

Bom, meu carnaval será como há cinco anos: tomando conta de Gui, tentando aproveitar as madrugadas e acordando às 06h. Melhor, né? Antes eu acordavas às 04:30h... Gui me deu um vale sleep de uma hora e meia.
Ano passado, eu aproveitei essa temporada pra ver Dexter e me planejava, veja bem, dependendo da cooperação de meu filhote, ver a última temporada de Dexter e 1 filme por dia. Já vi que eu crio expectativa demais em relação às coisas e estou sempre me frustrando. Claro que não é nada assim tãããão decepcionante se eu não cumprir as minhas metas. Mas eu quero sempre muito. É phoda.
Aqui em Salvador, já é carnaval desde quarta e terça eu fui pra Barra pra ver a movimentação da galera e tomar uma cervejinha, comer uns caraguejos e colocar a fofoca conversa em dia. Ontem uma amiga marcou comigo à meia-noite (!!) em frente ao camarote da UFBA. Eu fico pensando como eu chegaria sozinha neste local maravilhoso. Vamos ver o que me reserva pra hoje. Pra não dizer que meu dia passou em brancas nuvens, eu diriji 10 km pra atender um paciente e fiquei 4 horas no Wall Mart. Le-gal!
Na verdade, eu não me programei pra curtir a folia e fico sempre deixando pra depois. Não me arrependo porque em minhas mais loucas expectativas nem estava ir pra avenida, apenas pensei em levar Gui pra o Happy, mas mongamente eu esqueci em Feira a fantasia de super herói, tema do bloco com as cordas abaixadas. Pensei em levar meu filho de esqueleto, o plano B em fantasias, mas ele tá com o pai agora e já se sente com O super herói da vida dele. Melhor pra ele.
Eu amo ser mãe, mas tem horas que enche o saco ficar 24 horas em função de filho. Ahhhhhhhhh!

By the way, eu traçei um plano B pra mim que eu nem sei se vai dar certo.
Vou assistir 1/2 filme por dia fazendo esteira e escrever pelo menos 3 casos clínicos pra encaminhar pra minha supervisora. Tá de excelente tamanho.
Quanto ao carnaval, nem sei se vou. tô tão com peninha de pagar R$20 de estacionamento ou de pegar taxi com corrida fechada que acho que vou ver o carnaval de camarote enquadrado. Comprei até 7 latinhas. Tô zzzzuper empolgadazzzZZZZzoinc.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Com a manifestação da Polícia Militar aqui na Bahia, o clima esquentou hoje e eu não consegui fazer nadinha, apenas seguindo todas as notícias veiculadas na mídia. Muita gente apreensiva por causa da violência nas ruas, da truculência das tropas enviadas pelo Governo Federal e devido principalmente a insegurança que toda essa paralização/greve/motim traz pra o cidadão. Em uma rua abaixo da minha houve troca de tiros, o meliantezinho foi atropelado por um carro da polícia  e mesmo assim levantou, sacodiu a poeira e saiu correndo rua abaixo.
Nisso tudo o que mais me preocupa é o fato de ter 15 crianças fazendo barreira humana em frente à Assembleia Legislativa. Eu me pergunto como os pais levam filhos, alguns ainda no colo, pra um local onde tanto os manifestantes quanto a Polícia de Choque estão armados até os dentes e mais de uma vez houve confronto entre eles. Vi agora pelo G1 que o MP-BA pediu para retirar as crianças do local da manifestação: “O Ministério Público entende que as crianças que estão na Assembleia estão em situação de risco e podem sofrer danos à integridade física e psicológica".
Tomara que isso acabe logo. Soube também que os policiais militares e os bombeiros querem equiparação salarial com os policiais federais e o Ministério da Justiça está "aproveitando" toda essa situação na Bahia para recrudescer e dar o exemplo no movimento grevista da PM no Brasil inteiro.
Olha o que falou o Ministro: "se alguém acha que, através de expedientes de tirar a tranqüilidade da população vai conseguir fazer com que o Congresso Nacional se curve, que as instituições se curvem, está muito enganado. O Brasil é um país que tem uma institucionalidade forte. Não dá para acreditar que pessoas com base na delinquência vençam o estado brasileiro”. Delinquente pra ele são os pais de família que estão lutando com condições mais dignas pra suas famílias.
(P.S.: não concordo como está sendo feito, mas acho que é direito de trabalhadores (militares ou civis) terem aumento de salário e melhores condições de trabalho, pois apesar de não terem sindicatos, eles também têm direitos trabalhistas).





Fonte.

Minha cara!!!

Tradução livre: "Eu pensei que vc iria se sair bem do término do romance, mas não aconteceu, né? Vc tem andado por aí todo final de semana ... se detruindo ... vc tem que achar algum meio de esquecê-la. Está certo... Eu a esquecerei da única maneira que eu sei fazer ... COMENDO!!!"

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Tô de férias, curtindo muito minha casa, sua rotina e meu filhote. Tudo estaria perfeito se não fosse uma grande questão: estou com uma dificuldade enorme de controlar a minha ansiedade e tô comendo pra dedéu. Principalmente tarde da noite.
Eu não tenho costume de dormir tarde, mas pelo fato de estar de férias, tenho estendido minhas noitadas pela madrugada a dentro e fico vendo filmes ou as festas do BBB e tuitando com a galera que curte até quase pela manhã e tome comida pra dentro. Nas festas, rola tb umas ices ou cerveja mesmo. Engordei um quilo nestas duas últimas semanas e sábado que vem é o niver de minha princesinha Helena, ou seja, mais comilança. O que eu faço??
Já pensei em voltar a dormir cedo novamente e a partir de amanhã (hj não, que tem formação de paredão boom no #BBB12) e acompanhar as festas pelos twitters e pelos blogs que já leio diariamente. Quem sabe é uma, né?
Já voltei a estudar legal, dentro da minha rotina e não parei a esteira nenhum dia, o que me coloca no eixo. Sem contar as faxinas diárias, pois com a greve da PM aqui em Salvador, nem Sônia apareceu pra salvar a minha vida. Tô de graxeira geral: lavando, limpando e cozinhando.
Agora o que mais me interessa é: por que tanta ansiedade?