quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Eu AMO animais e tenho um cachorro (Dudu) e uma gata (Raíssa) e ultimamente me revolta a onda de maus-tratos a animais recorrentes nos noticiários. Sempre soube que algumas pessoas tratam mal os animais por pura falta de empatia, por não saber se colocar no lugar do bicho que sofre, que passa fome ou sede. Aqui em Salvador é comum ficar sabendo de cães abandonados na BR 324 e que motoristas passam por cima mesmo pelo prazer de matar. Vez ou outra fico sabendo de algum bicho abandonado e fico mal. Aqui em cima, a vizinha tem um papagaio e não foi uma nem duas vezes que tive vontade de ligar pra o IBAMA para devolvê-lo ao seu habitat natural, mas na hora eu penso "será que ele saberá viver fora do cativeiro? será realmente devolvido? não ficará como alvo fácil pra os "caçadores urbanos" que aprisionam milhares de bicinho em gaiolas pra revendê-los? e o mais importante: será que ele será amado e bem tratado como ele está sendo?" Eu sei que não deveria estar fazendo apologia à adoção de animais silvestres e não é isso. É apenas  a sensação que o bicho está em boas mãos e isso não tem preço.
Eu vivo me questionando por que alguns pais maltratam seus filhos, matam, abusam, não dão atenção ou mesmo tem os filhos como mais um bem de consumo do capitalismo. Mas filhos são parte de nós, então por mais que não se dê o que a criança merece alguma hora o pai/mãe é tocado pelo apelo da pessoinha. Mas o que faz algumas pessoas comprarem um bicho e depois abandonarem por qualquer motivo? E a posse responsável?
Eu vivo as turras comigo mesma porque não passeio com Dudu e me acho uma péssima dona por isso e por não brincar com ele, mas observando o comportamento de algumas pessoas, eu percebo que mais do que nunca eu devo colocar como questão de honra dar mais atenção ao meu pet. Não falo nada de Raíssa porque ela se impõe a mim e só vive em meu colo. Eu sento e ela vem com a maior cara dura e deita em meu colo.
Para reflexão, eu sugiro um texto: http://revistaepoca.globo.com/vida/walcyr-carrasco/noticia/2011/12/o-espirito-natalino-nao-vale-para-os-cachorros.html

Nenhum comentário: