domingo, 26 de setembro de 2010

Estou passando por uma imensa angústia que achei que nunca mais passaria: qdo meu filho chegou da casa do pai foi me contando que aconteceu um coisa sinistra, perguntei o que foi e ele me contou que Tia Pati (a esposa do pai) foi comprar água pra Sofia (a filha dela) e ele procurou por ela e não achou, então ele se assustou e correu o Dique (do Tororó) atrás dela, deu voltas e não achou e se perdeu. Ela o achou perto do lixo e que um carro parou perto do pé dele. De fato, ele se perdeu e eu fiquei desesperada quando soube. Um aperto no peito, uma angústia tão grande que só quem já perdeu um filho sente. E eu já perdi um filho. Não suportaria perder outro. Estou em pânico, apesar de meu Gui estar dormindo tranquilamente em minha cama. Estou em lágrimas e desesperada.
Não desejo esse sentimento a ninguém.

sábado, 25 de setembro de 2010

Namorando mulher com filho, por Fabrício Carpinejar

"Namorar mulher separada com filhos já foi visto como uma dificuldade. Seria complicado conquistar a criança, conviver com o outro pai, ter um cantinho para namorar sozinho. A criança era recebida como um problema, uma restrição à liberdade e à intimidade. A suspeita é que ela não estava procurando um namorado, porém um pai para seu pequeno.
Isso mudou. Não tenho dúvida de que namorar mulher com filho pode ser muito melhor do que namorar mulher sem filho.
A mulher com filho aproveita seu espaço. Responsável para fora, e possivelmente louca e criativa com você. Ela valoriza cada ida a um restaurante como se fosse uma viagem ao exterior. Não precisa bater ponto na balada, para dizer que está feliz. Encontra o contentamento num café da manhã ou em um filme no sofá.
Não bancará a mimada ou começará discussões tolas sobre se está bonita ou não, se está gorda ou o espelho do provador é que emagrece. Não se endividará do futuro, supera as adversidades com humor. Tem a vaidade da autocrítica. Consegue ser surpreendente com as banalidades, não está comprometida em impressionar, e sim em ser verdadeira. Descobriu que a verdade é mais sedutora do que a mentira. Interessada em repartir o prazer, correr as pernas debaixo da mesa, fazer gafe acompanhada para contar às amigas. Reconhece o valor da lingerie preta, pois usa em casa um pijama gasto. Ela será bem solta na cama, plural, não sofrerá pudor em confessar fantasias, não ficará transando consigo mesma. As mãos do homem serão seus seios.
Abrirá sua memória com a franqueza de quem consegue acalmar os pesadelos do filho. Ela vai trabalhar, cuidar da escola e da casa, do almoço e das contas, e nunca reclamará que carece de tempo para sair. Beijará como se fosse uma adolescente redescobrindo o corpo, com a diferença de que não terá medo do corpo. Não será uma sogra antecipada – tornou-se sua própria mãe. Não permanecerá muda diante de você, sobrarão assuntos para comentar, opinar e dar foras.
Não concordará com tudo para agradar, o que é mais gostoso, sua personalidade combativa, decidida, discordante não suporta fingimentos. Ao invés de brigar, irá sugerir soluções. Afinal, é o que faz todo dia. Não cobrará a ânsia de uma família, mas mostrará aos poucos o que é uma família.
Será cautelosa com as dores e pródiga com as alegrias. Uma mulher com filhos é amorosa porque conhece a fundo a solidão para sair dela.”
Daqui.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Hoje tem MAIS um aniversário de criança pra eu ir... ai, ai. MEDO! Como se emagrece se existem tantas festas infantis na agenda? Eu sempre lembro de uma colega querida que foi no chá de fraldas de Gui e só bebeu água. Quanta determinação! Eu confesso que sou muito menos determinada em relação à comida, mas consigo não tomar nem refri nem cerveja, o que já é um progresso.
Falando em determinação, eu não estou conseguindo fazer esteira nem estudar de tão cansada, mas tenho novidades: um colega de trabalho vai me dar uma mãozinha em meu serviço até as coisas se acalmarem. Estou tão feliz que tenho vontade de voar. Enfim já estou vendo uma luzinha no final do túnel e já me vejo novamente com uma vida de pessoa normal, trabalhando 7 horas, vindo pra casa, estudando, fazendo esteira... Passando os finais de semana de frozô! Amo muito tudo isso.
#beijomeliga

domingo, 19 de setembro de 2010

Ontem foi a festinha do aniversário de meu filhote. Fizemos do jeito que ele queria, em uma estação de jogos infantis onde cada criança recebia um cartão pra brincar durante três horas. Coitado dos pais, pensei assim que eu me decidi sobre a festinha, mas sabe que os comentários foram positivos? Exceto a minha irmã caçula, TODOS os outros pais amaram. O que é o desconhecimento, eu pensei que quem iria detestar seria a minha irmã do meio.... C'est la vie. Vivendo e (re)conhecendo o Outro.
Enfim, eu amei. Não brinquei, me chateei antes da festinha por dois motivos bem básicos: fui chamada de grávida no dia anterior (mesmo estando 3 quilos mais magra) e no dia da festa, a senhora que faz a minha unha tirou três bifinhos costumeiros e achando pouco, soltou a pérola "vc deu uma engordada boa". Existe engordada boa? Pra mim, só bebê quando está em fase de crescimento, dá uma boa engordada. Mas engordada boa, é o c*. Fiquei emputecida logo cedo, mas relaxei, me arrumei certa de que estava uma baleia e fui.
Não são só minhas irmãs quem são dignas do meu desconhecimento e sim toda a raça humana: vários elogios que eu estava linda, magra e radiante. Eu posso? Realmente, desde 2004, eu não peso 59 quilos redondo. Sempre pendia entre 59 e 61. E faz um mês mais ou menos que eu estou caindo de 58 a 60, pairando em 58,5 - 59. Emagrecendo, né? Dietinha boa essa a dos pontos. Pra mim, é o que há. Não tem pholia magra, shake, etc. Pra mim, é comer de tudo, pois NADA tira o meu apetite.
Resumo da ópera: em time que tá ganhando não se mexe: dieta, esteira e nada de fazer unha em salão. Empurrar a cutícula é o que há.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Setembro sempre foi um mês importante em minha vida, pois consegui várias vitórias e também uma grande perda. talvez a maior de todas que fica pequenininha se eu lembrar que exatamente 7 dias depois, eu posso comemorar o meu maior motivo de alegria.
Foi num dia 06/09 que meu 1º filho morreu e no dia 13/09 meu 2º filho nasceu. Um misto de tristeza e de alegria somado ao fato de que eu me sinto uma anta chorando a morte de um filho e tenho outro tão lindo bem ao alcance das mãos.
Foi em setembro que eu me formei em Engenharia, que eu passei no TRT, que eu consegui minha remoção de Teixeira de Freitas pra salvador, que eu comprei meu 1º carro, que eu entro em meu inferno astral.
É em setembro que eu me sinto mais viva, mais esperançosa pra os dias melhores que virão após chorar quase uma piscina pequena de lágrimas amargas de uma saudade que não tem fim, de lembrar que o meu maior e mais verdadeiro amor está do meu lado e de programar como será a minha festa de aniversário.
Setembro pra mim tem cheiro de UTI, gosto de brigadeiro e visão de esperança.
Feliz aniversário meu filho lindo!!!

sábado, 11 de setembro de 2010

Ontem eu fiz um post enooorme e quando fui salvar, recebi uma mensagem de serviço indisponível. Eu hein? Quando eu posso estar totalmente disponível, vem uma máqina barrar a minha postagem! Magoei total. Hoje faz 9 anos que eu estava almoçando no meu intervalo de almoço em Camaçari - BA, quando eu vi um prédio em chamas e saindo fumaça. Eu pensei "que maldade, eu almoçando pra voltar ao trabalho e essa galera, em pleno horário de almoço passando filme de guerra". Meodeos.
Se eu soubesse que se tratava de uma tragédia tão gigantesca, eu não teria ficado tão indignada, mas como era possível imaginar o que estava acontecendo? Quem algum dia pensou que o Império Americano fosse ameaçado? Eu acho que nem os terroristas, né? Foi jogar o barro na parece pra ver se colava e deu no que deu.
Fico pensando se fosse comigo ou com alguém próximo a mim em como eu não ficaria traumatizada, chocada e sem noção de realidade. Como deve ter sido difícil pra todos aqueles que trabalhavam no entorno voltar a sua rotina normal... Fica aqui o meu luto.
Ontem eu fiz uma coisa que eu julgava ser impossível: eu bati o carro na 1ª! Estava eu pensando na cor do meu carro novo, nas alturas, quando fui fazer uma curvinha na garagem que eu entro e saio ao menos uma vez por dia, quando eu beijei o muro... Fui um beijo apenas, mas fez um estrago enorme.
Enfim, já posso entrar na comunidade  do orkut  "bati o carro".