sexta-feira, 23 de julho de 2010

VOLTEI!
Tem um bom tempo que eu não posto, né? Eu estava viajando e resolvendo umas pendências burocráticas e chatas e não tinha clima de entrar e ficar me lamentando.
Fiz uma viagem incrível para a região do Sertão Cariri no Ceará, aquela da música de Luiz Gonzaga "só deixo o meu cariri no último pau e arara". Que lugar lindo! Que diferença da Bahia! Eu imaginava outra coisa: seca, devastação, falta de infraestrutura, gente feia, pobre e triste, enfim, nada disso.
Eu fiquei no Crato - CE, na casa da madrinha de Gui. Que lugar delicioso! Que passeio bom pra renovar as energias! Fiquei de prega, vi minhas milhares de séries, vi filmes maravilhosos, fui pra Expocrato, enchi a cara, comi paçoca, baião de dois, pequi, farofa e outras mil coisas. E o melhor, não sei como, não me perguntem, pois só Jesus sabe, eu emagreci 1 quilo!
Gui amou tudo, menos as conexões pra ir e pra voltar, pois creiam, não tem vôo direto.
Conheci o Crato, as cidades vizinhas (Nova Olinda, Juazeiro do Norte, uma outra que eu não lembro o nome), fui ver o Padre Cícero, mas não consegui fazer nenhuma promessa. Pensei até em fazer uma pra emagrecer, mas ... desisti. As pessosas fazem promessas e depois voltam para agradecer e pagar. É incrível a quantidade de "graças alcançadas" que os romeiros deixam na Casa dos Milagres (Horto de Juazeiro do Norte - CE). É tanta fé que deixou apenas de ser um passeio turístico pra eu ver as coisas por um ângulo antropológico. Cheguei em casa e li a biografia de padre Cícero de Lira Neto. Recomendo, principalmente pra quem acha que tudo isso não passa de fanatismo e de beatos sem instrução (eu achava isso).
Subi a Serra do Araripe e fui na oficina de Espedito Seleiro em Nova Olinda. Pra quem não sabe (eu já sabia, pois tenho uma amiga que só anda naquelas bandas e não é a madrinha de Gui), o pai de Espedito Celeiro fez as sandálias de Lampião e ele guardou a forma. Depois, um amigo pediu uma igual e virou uma febre na região. Até hoje, pois global tirado a "raribu" que se presa usa uma espedito seleiro nos pés. Tem um mural enorme cheio de globais. Sem falar que já fez uma campanha da Cantão. Quase eu desisto, mas pensei: vai lá que eu fique famosa.... já tenho a minha espedito celeiro pra ser uma"hippie chique" fashion.
Fui em vários lugares de ouro: no Serrano Atlético Cratense, no Clube Granjeiro, no Arajá, em vários bares e restaurantes da região.
Amei o friozinho e a ventania das noites e madrugadas, o calor do meio dia, a infraestrutura das cidades e estradas cearenses, a casa encravada na encosta da Chapada do Araripe, o verde da mata "entrando" porta adentro, da hospitaldade das pessoas, os amigos de Ju e principalmente, saber que antes do final do ano voltarei a viver toda aquela maravilha novamente.

Novidade maravilhosa: já tenho um espaço clínico para atendimento. Sou enfim uma psicóloga, só falta os pacientes que pagam.

Um comentário:

S. disse...

Amiga, to muito precisada de psicologismos e afins.
Beijinhos neuroticos