sábado, 8 de maio de 2010

A partir de segunda, é greve por tempo indeterminado onde trabalho pra aprovar o nosso Plano de Cargo e Salário. Sei não. Parece que essa greve vai durar. O ruim disso tudo é que a comunidade perde durante e depois de uma greve, pois o tempo que uma secretaria leva pra colocar a casa em ordem é enorme.
Ontem fizemos uma reunião lá em nosso setor pra implementar o serviço no pós-greve, pois além de tudo estar uma bagunça, o que vai chegar de coisa depois é de assombrar. Pior pra todo mundo, pois se nosso pleito fosse atendido com as reivindicações de nossa categoria no tempo certo, não seria necessário chegar a este extremo em um ano eleitoral...
Mas o lado bom é que já me programei toda pra uma greve: vou fazer exatamente o que estou precisando agora, que é estudar e malhar. Vai ser bom também passar as tardes com Gui.
...
Eu fico pensando, pensando, pensando...
...
Será que TODA VEZ é preciso uma greve ou férias ou recesso pra eu acordar que preciso tomar uma atitude? Por que as coisas comigo não fluem com naturalidade do tipo "hoje eu vou acordar, ir pra natação, trabalhar, ficar com Gui, fazer esteira, estudar e dormir"? Por que eu fico "ah! eu tô tão cansada!" com qualquer preguicinha mal resolvida? Por que hoje eu não fui pra natação, por exemplo?
Ah! Vá pra p* com sua preguiça de uma figa!

Nenhum comentário: