sábado, 15 de maio de 2010

IMPOTÊNCIA.
Após uma conversa com minha irmã e avaliando a minha atual situação, a única palavra que resume a minha ação é essa.
Hoje está sendo um dia péssimo, estou imensamente agitada, muito nervosa e sem paciência com o mínimo... Preciso me acalmar.
Conversando com Sônia, minha amiga-ajudante, ela me aconselhou a não fazer planos, a confiar. Confiar em Deus que tudo vai dar certo, que de nada adianta eu dizer que eu entrego minha vida nas mãos de Deus e não relaxo e espero as coisas acontecerem.
Motivo de tanto pânico: fiz planos, criei expectativas e não consigo colocá-los em prática. Não tenho tempo (apesar da greve) e quando tenho tempo, estou sem coragem ou cansada ou com preguiça mesmo... Ontem eu passei o dia sonhando em quando Gui dormisse, eu iria fazer esteira e ver um filminho. Dormi que nem percebi; só acordei hoje às seis.
Tô muito decepionada comigo. Tô me sentindo um lixo, uma pessoa sem palavra. Pra que criar tantos projetos? Só pra me boicotar logo em seguida?
Será que vale a pena relaxar a ponto de confiar que tudo vai se resolver? Será que eu conseguiria fazer quando nada a minha parte sem planejamento?
Tem dias que eu penso que não adianta nada tanta lista, tanto planejamento que eu posso ser surpeendida pelo desconhecido e tem dias que eu sou realmente surpreendida, mesmo sabendo que eu poderia quando nada tomar pé da situação. Mas não consigo. Deve ser o "continente desconhecido" que habita em nós.

Um comentário:

Lélia Maria disse...

quando tu fizer a lista de planejamento do dia, resserva um espaço para o inesperado. e não se cobre tanto. não é todo dia que tu não cumpre o que se propôs. para cada dia que tu "falhar", lembra de um dia que tu foi além do planejado. fica mais fácil. beijos, te amo.