terça-feira, 18 de maio de 2010

A cada capítulo da 6ª temporada de Lost eu me pergunto onde esta história vai parar. Eu acho que as duas horas e meia do último capítulo (semana que vem!!!) não darão conta do que é preciso pra 'aconchambrar' a trama. Ai, ai, Jisus!
By the way, sabe que viver sem planejar cada passo não é tão ruim assim? Nem tô me sentindo tão solta como pensava que ficaria. Mas, ainda me pego pensando em o que vou fazer a cada instante, nas mil e uma determinações e coisas do tipo. Tô deixando acontecer e vou ver no que dá.
Tenho visto muitos filmes esses dias, mas nada assim que mereça um post. Vou guardar meu fôlego pra algo que me fisgue. O que eu tenho pensado muito ultimamante é em um episódio de House que fala dos vícios da pessoa e o que se faz pra "se" driblar e ficar frente a frente com o que nos faz cair em tentação. Estou elaborando, pois estou atolada até o fio de cabelo em meus vícios e este capítulo me fez pensar e tá rendendo. Inconsciente é isso mesmo, vai dando um nó em nossas associações e só lá na frente faz sentido.
Quanto ao meu vício, não tô conseguido resistir tão bem assim e ontem mesmo tive uma recaída feia: comi muito a noite depois das onze. Só via House na frente, mas não conseguia parar. Não foi nada tão sério, pois foi biscoito integral e presunto de frango, mas de grão em grão, a "fofinha" aqui enche a pança.

2 comentários:

lmssp disse...

viciando em house, heim?????

mas é mooooito bom... se der, vê tb the good wife, tá mais q pegando fogo

Lélia Maria disse...

nem me fale em vícios, nem em dribles, nem em tentações... sou quase phd nestes assuntos, principalmente no arrependimento. bjs