sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Sinceramente não sei porque motivo ainda me meto em palhaçadas do tipo "festa de reveillon em Guarajuba". Deve ser pra fechar com chave de ouro um ano tb do tipo 2009. Que aninho, hein? Concordo com Pedro Neschiling quando ele diz que usaria uma camisa "eu sobrevivi a 2009".
Me lembre de nunca mais ir a festa alguma de axé. E mais: não vou mais cair em chantagem de amigas "eu tb não queria ir pra tal lugar, só fui porque era com vc". Esse ano eu vou checar se a pessoa quer realmente comigo ir pra tal lugar pra eu não ter que fazer programação nenhuma por obrigação.
Mas, enfim, sobrevivi a esta festa tb. Será que tenho que agradecer a Deus por não ter sido VoaDois? Poderia ter sido bem pior, se é que isso é capaz. O público: 70% das pessoas com menos de 20 anos e 85% das pessoas com menos de 1,65m. Um ou dois carinhas que me agradaram e que estava fora da amostragem geral, olharam pra mim, gostaram, mas quando viram a minha mão, vi um desdém em seus olhos que me lembraram que eu deveria estar realmente dormingo conforme eu planejava...
Cheguei, dormi, comi, resenhei e dormi novamente e percebi que nem só de homens bestas e preconceituosos é feita a humanidade. Vale ressaltar que meu cunhado me lembrou que poderia ser pior, pois ele viu uma menina que não tinha os dois braços na festa e que não sentou no chão, pois não conseguiria. Eu não sei se dou risada ou choro com esses comentários tão edificantes. Eu o lembrei que ela provavelmente já tinha nascido assim e  que já houve outras situações que precisou sentar no chão e que se realmente quisesse saberia como fazê-lo.
Mas, bolaprafrente. Ano novo, projetos novos, pensamentos novos e principlamente mais leveza na vida. Mais paciência comigo e com Gui. Mais cuidado a Dudu e a Raíssa (meus pets),  mais amor, mais civilidade, mais compreensão, mais disposição em ouvir as pessoas, mais serenidade, mais espaços para que toda essa gente fina, elegante e sincera possa continuar fazendo deste mundo em que vivemos um lugar um pouco melhor.
Xô, 2009. 2010 vem nimim!

Um comentário:

Lélia Maria disse...

2010 vai ser melhor, CREIA!