sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Ontem a comemoração da noite de Natal foi na casa de minha mãe, no interior da Bahia. É engraçado, pois lembro que a minha infância e adolescência m achava diferente de meus colegas, pois não tínhamos o hábito de cmemorar o Natal e muito menos de ter uma família reunida em volta de uma mesa. Cada uma ia pra um local e pronto. Mas eu sempre falei que queria uma família que fosse "família" e parece que agora depois de tanto desejar enfim virou realidade.
Casei, entrei em uma família que se reúne sempre, me separei e continuo a me reunir com eles pelos mesmos motivos e parece que a minha família resolveu também realizar os meus desejos. Mainha se casou novamente e depois disso, ela está muito mais feliz, mais bonita, mais jovial e mais alegre, fazendo coisas que realmente me surpreende. E uma delas é valorizar a família, aliás, as famílias, pois temos nos reunido constantemente com a família de Tonho, marido de minha mãe.
E ontem foi uma noite muito especial: as crianças recebendo presentes, abrindo, mostrando, correndo de um lado pra outro, nós adultos trocando lembranças, participando de amigos ocultos, todos muito felizes e satisfeitos. Minha mãe até fez uma brincadeira de Natal, foi realmente muito bom. Depois veio a ceia, uma delícia. Teve até Papai Noel. Meu cunhado se vestiu com uma fantasia e colocou os presentes nos sapatinhos das crianças e deu até tchauzinho pra elas. Foi bem divertido.
Isso é assunto para outro dia, pois sou contra essa ideia de Papai Noel e Gui nem sabe quem é, tanto que o chama de vovô Noel e se depender de mim, vai ser assm sempre.
Foi uma noite realmente gostosa e hoje tem mais, o restone com sobrone de ontem será o almoço farto e maravilhoso de hoje.

Nenhum comentário: