segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Alguém um dia me disse que quando se tem filho a vida muda por inteiro. Isso realmente acontece, mas nada como um passeio longe de casa pra se ter noção de o quanto essa frase tem verdade. Eu e Gui fomos pra Fortaleza esse final de semana e incrivelmente, tudo girou em prol das vontades dele. Todos os passeios, olhares, comidas e desejos eram os dele. Eu só tinha momentos meus na hora em que a Dinda estava com ele (fazendo suas vontades). Dá uma inveja dele nessas horas e uma saudade de mim...
Eu falo assim, apesar de saber que fatalmente quem ler essas palavras irão me interpetar mal. Não tenho esse problema, pois aqui eu sou franca com os meus sentimentos. Essa viagem calhou com uma decisão antiga que eu tomei e que vinha aos poucos acrescentando em minha vida: não criar expectativa com as coisas e com as pessoas.
Apesar de tudo girar em torno do bem-estar de Gui e isso me fazer feliz, a despeito do comentário acima, eu me divertir horrores. Diversão bem diferente do que eu costumo fazer, mas muito especial, pois saber que meu filho é amado, paparicado e muito esperado é fantástico. E sabe de uma coisa? Momentos meus eu vou ter muitos ainda, eu tenho que aproveitar o quanto eu posso enquanto ele é pequeno, que o olhar ele é outro, a visão das é diferenciada e que apenas uma bolinha o deixa imensamente feliz. Eu pude proporcionar muita felicidade e prezer pra o grande amor de minha vida e isso é único.

Mas, estar em Fortaleza me fez fazer uma avaliação de minha vida, principalmente porque minha cunhada é psi tb e me dá uns toques bem de realidade. E segundo Nite, eu não sou ninguém sem uma lista...
(1) Teste do biquíni é tudo: emagrecer urgente, pois tô com excessos em todos os lados (60,1 kg é brincadeira?);
(2) Comer direitinho e de três em três horas;
(3) Quando entrar de férias do trabalho, entrar na academia;
(4) Sair pra me divertir apenas, sem criar expectativas de como será;
(5) Estudar (muito) mais.

Nenhum comentário: