sexta-feira, 25 de abril de 2008

"Mas há a vida que é para ser intensamente vivida, há o amor.
Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo."
Clarice Lispector

Houve um tempo em minha vida que eu tinha mais coragem de enfrentar as coisas.
Houve um tempo em minha vida que eu tinha mais coragem de me entregar.
Houve um tempo em minha vida que eu tinha mais coragem de amar.
Houve um tempo em minha vida que eu tinha mais coragem de sentir medo.
Cadê aquela eu?
Por que nem palavras eu tô encontrando pra falar de meus sentimentos?
Houve um tempo em minha vida que eu não chorava.
Hoje ao menos eu tenho as minhas lágrimas. (E Gui)

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Preferências

1. O que mais ama: minha família
2.Cantor de preferência: Zeca Baleiro
3.Minha jóia preciosa: Gui
4.Cantora: Adriana Calcanhoto
5.Prato favorito: feijão preto
Indicação: todas as amigas que passarem por aqui.

sábado, 19 de abril de 2008

DIETA DOS PONTOS

* Constatei uma coisa: quase 100% dos blogs falam na dieta dos pontos e eu nunca tinha atentado para o que ela se referia. Logo de cara foi um banho de água fria: minha dieta tem muito mais caloria do que eu imaginava e olhe que não são aquelas que ficam "escondidas" no rótulo dos produtos. Elas estão ali em minha cara o tempo inteiro e eu não as via.
* Constatei outra coisa: antes tarde do que nunca.
* Passei essa semana quase toda antotando tudo o que eu comia e vi o motivo de eu não emagrecer: são mais de 1200 calorias em um dia. Quase uma bomba diária.
* Descobri que a minha alimentação estava toda errada pelo simples motivo que eu não atentava para as calorias do alimento e apesar de comer pouco, comia errado.
* Decidi mudar minha estratégia para a dieta dos pontos e a partir de hoje eu vou consumir 1080 calorias diárias anotadas ipsi literis em um caderno só para esse fim.
* Só não consegue quem desiste e que não tem coragem pra mudar.
* Eliana, obrigada pelo selinho fofo que vc me deu.
* Vou responder os questionários que estão rolando na blogosfera light. Quem sabe assim me animo, pois ando numa tristeza só.
* Amigas, conto mais do que nunca com o apoio de vcs, pois estou em uma fase muito difícil de minha dieta e sei que vou emagrecer, mas preciso de muita força.

domingo, 13 de abril de 2008

Vou desencanar

Estava eu conversando com uma amigona (amo muito vc, viu, Juli) quando eu decidi que emagrecer é importante, mas viver na angústia, na pressão do emagrecimento, no "fantasma" do voltar a engordar não é nada saudável e nem bom pra o processo em si.
Mas, como desencanar? Eu ainda não sei, só sei que é preciso fazê-lo, pois tenho me consumido com cada graminha a mais que eu NÃO PERCO. E dizer que estou fazendo uma dieta severa é mentira, pois na quarta mesmo eu comi duas fatias de pizza e uma fatia foi de gula.
Eu preciso parar de me cobrar, mas eu tenho realmente me empenhado na RA; feito 1 hora, 1 hora e 20 minutos de esteira e cama elástica e não tenho perdido nada, nem um grama. Mas verdade seja dita: tb não tenho engordado.
Gente: perder peso pra mim é muito difícil! Lembro do que Larissa foi no blog dela sobre as mentiras que falamos pra nós mesmos e preciso reparar onde estou me sabotando. Isso de longe é o que mais me faz sofrer, pois nem eu mesma consigo descobrir onde estou mentindo pra mim mesma.
Repito aqui que quando entro nos blogues e vejo as meninas perdendo até quilos por semana eu tenho vontade de me surrar de raiva por não conseguir e sinto uma inveja danada do metabolismo delas (digo metabolismo, pois sei que foi duro o processo...).
Vou desencanar, mas vou comer menos pra me ajudar. Já tem 8 dias que eu não trisco um doce na boca. Essa semana eu vou comer apenas cinco biscoitos de gergelim por dia e comer apenas uma fatia de pão integral pela manhã.
Vou anotar TUDO o que eu comer.
Eu ando com uma ansiedade que parece até TPM, mas não é e não tô conseguindo associar ao que está me deixando tão eufórica............... É uma m**** mesmo!
Bom é isso. Tenho prova na quinta e não estudei nada e não foi por falta de tempo, foi falta de coragem.

segunda-feira, 7 de abril de 2008

No words!

Esse final de semana foi uma jacada só de sexta a noite até o domingo meio-dia: comi muitão a ponto de ter me pesado sexta a noite e deu 59, 2kg. Engoli a seco a minha gula. No domingo pela manhã fui tirar a prova dos nove e estava com 58kg. Será que um xixizinho e o nº 2 pesam tanto? Mas, o que importa é que o estrago foi APENAS 1 quilo. Fiz uma promessa conjunta com minha irmã em não comer doce (apenas acúcar e barra de cereal sem chocolate) até o São João pra dar uma regulada e vou voltar pra minha dieta prescrita por Dra. Carla. Muitas mágoas, dor de cabeça, mas sem lamentações, pois vivi o momento. Quer ver quando eu realmente morro de vergonha? Quando entro no blog de vcs e vejo o quanto vcs se comportaram... Me sinto um lixo, fraca, sem determinação. Mas bola pra frente, né? Como eu já sei, RA é pra vida toda.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Mentiras tão sinceras

Eu estava lendo o blog da Sara/Larissa (www.meuemagrecimento.blogger.com.br) e ela é sempre tão sensacional com as suas colocações que não entendo o motivo de tantas pessoas não gostarem do seu blog. Pois eu amo e estou aqui dando meu testemunho. Como ontem foi dia da mentira e só hoje tive tempo pra postar, aqui vai uma listinha "empresada" da Larissa sobre as mentiras tão pequenas que eu conto (-ava):
- Sou muito ansiosa;
- Não consigo me controlar;
- Minha família não colabora;
- Em casa não dá;
- Tenho estrutura grande;
- É a genética;
- Tenho tendência a engordar;
- Já tentei de tudo;
- Não consegui resistir;
- Não tenho tempo para comer algo saudável;
- Eu corto tudo e não emagreço;
- Não teve jeito, tive que comer besteira na rua;
- Se eu deixar aí, vai para o lixo. Então vou comer;
- Não pude resistir, afinal de contas estava numa festa;
- Disfunção hormonal;
Ela não incluiu "falta de vergonha na cara", mas em meu caso o único item que realmente me define é esse. Eu nem acho que eu sou tão dissimulada a ponto de dar uma dessas desculpas esfarrapadas acima, mas aqui entre nós, eu já tive fases de pensar bem baixinho algumas delas, mas quando eu acordava do devaneio, eu percebia que o que me faltava era a velha e boa vergonha nas fuças.
Bom, comprei a bolsa grande, estou carregando minha marmita light básica e a água pra cima e pra baixo pra não ser obrigada a mentir pra mim mesma no alto de meus 6 anos de psicanálise. Mas ainda estou cometendo alguns deslizes inconfessáveis, como comer três fatias de pizza A NOITE. Ui! Doeu, né? Hoje pra rebater, eu comi um pedaço de dois centímetros cúbicos (!!!) de tapioca (claro que não foi a da CPI dos cartões corporativos), mas na hora eu tive vontade de ser bulímica, Deus me livre! Ah! Comi um inofensivo brigadeiro que não me caiu bem (falsa! hipócrita! sem veronha!). Ao menos uma boa novidade: estou na red zone!!!!!!!!!!!!!!!!!!!