quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Respondendo a Nite

Eu vou adorar ler este livro, pois pelo que já vi, trata-se de uma sentada.
Mas eu não concondo quando tu diz que comendo menos ficamos sem motivação para o dia-a-dia. O que acontece é que nossa relação com o alimento é errada desde sempre e então acreditamos que comendo menos ficaremos "xoxos". Não é verdade.
Isso só ocorre quando comemos apenas açúcar e farinha refinadas, pois além de esse tipo de alimento ser calórico em excesso, são moléculas maiores e quando são degradados, decompõem em MILHARES de moléculas de açúcares menores, o que representa um pergio para o nosso organismo, pois seu excesso acumulam-se em forma de gordura e na barriga, viu? É a famosa gordura abdominal, a mais fatal.
Nite, não devemos acreditar em tudo o que lemos, sem pesquisar antes e mais: se TODO os cientistas e pesquisadores da obesidade JÁ chegaram a conclusão que comer em excesso faz mal, por que tu prefere acreditar em uma autora que nós nem sabemos se é realmente uma cientista séria?
Outo ponto: existem muitas pesquisas sobre como desacelarar o envelhecimento celular e evitar a degradação e degeneração trazida pelo tempo de vida e a ÚNICA teroria comprovada e que é certa é que a restrição alimentar e calória retocede o envelhecimento celular e físico, por consequência.
Nite, vai por mim, que só quero o teu bem: comer menos e com mais qualidade só faz bem. Alimentos naturais, integrais e que sabemos a procedência é o mais indicado. E tu me conhece e sabe que quando é pra fazer uma farra alimentar, eu faço, desde que não seja todos os dias, pois até o funcionamento do cérebro não suporta e não trabalha bem com uma alimentação cheia de gordura e carboidrato processado industrialmente.
Eu sou mais eu, então além de comer menos (sem passar fome, é claro), eu faço exercícios físicos.

Um comentário:

Nite disse...

eu sei q não devemos acreditar em tdo, ainda mais qdo esse tudo é bastante conveniente! mas acho q vale a pena ouvir o q ela tem a falar.
tb ñ vejo a hora de caminhar até ssa, dar 10 mil passos por dia!!
quem sabe essa longa caminhada ñ me faça chegar ao corpo q quero?