sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Ontem ...

Ontem eu fiz 45 minutos de esteira. Vitória! Controlei a alimentação direitinho!
Ah! Li uma matéria sobre obesidade em uma Veja antiga que tinha aqui em casa. Descobri uma coisa triste: em setembro/1996, quando fui tirar minhas medidas para o vestido de formatura, a minha cintura era 62cm e o quadril era 90cm.
Ontem (quá, quá, quá!) descobri que minha cintura e quadril aumentaram em uma PG: 81 e 102cm, respectivamente. Ainda bem, já pensou se fosse o contrário? Eu estaria com obesidade mórbida e com todos os riscos que a gordura visceral acarreta...
Hoje eu também estou controlando a alimentação e estou com menos fome, eu creio que é porque eu comi duas fatias de pão integral logo pela manhã ... Sistema endocarabinóide é uma b..., mesmo né? Parecemos ratinhos na caixa de Skinner esperando o carboidrato de cada dia.
Como se umas míseras fatias de pão fossem recompensas suficientes pra matar a minha fome. A minha fome fisiológica, mata sim; mas e a minha fome psicológica, o que é que dá fim? Eu presumo que nem Freud tenha essa resposta, pois ele diria que euzinha é que sei...
E quando não se sabe, vai devorando o mundo?

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Inicialmente...


Quando comecei o blog, no dia 23/12/2007, meu peso era 61,35 Kg, altura 1,61m (IMC=23,67). Hoje eu fui me pesar e estou com 60,65Kg. É um progresso considerável, pois são apenas 3 dias ... Lembra do que eu falei sobre atitudes? Pois é, não fiz esteira hoje. Atitude errada essa minha. E olhe que tive tempo. Quando eu voltar a trabalhar, vou ter que dar uma reboladinha pra conciliar a esteira com a minha rotina (estressante) diária, nem que eu tenha que malhar às 3 da manhã! Mas preciso tomar jeito em minha vida! Dia 25/02 começam as minhas aulas e aí? Qual será a desculpa de não malhar? “Não tenho tempo”. Tempo eu nunca tive e pelo andar da carruagem, não terei mais, só quando me aposentar. KKKKKKKKKKKKKK. Graças à Deus, né? Tenho muuuuuuuito trabalho pela frente pra não pensar em comida.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Resolução nº 02

No dia em que criei o blog, decidi recomeçar a tomar chá verde.
Confissão: todas as vezes que eu começo uma dieta, o que me desestimula logo de cara não é a restrição alimentar nem fazer exercício, são as pequenas atitudes do dia-a-dia. E tomar chá verde sempre é postergado pra depois, pra amanhã, pra sei lá que dia. Mas já que é sério (estou querendo fazer dieta pra quem?), vou começando com pequenas atitudes: tomar chá verde.
Começei tomando dois copos no dia 24/12 e sabe que não foi tão horrível como das outras vezes? Mas como tudo na vida é uma questão de ponto de vista, ontem à noite eu tomei o bendito chá e quase vomitei em seguida... Quem entende o que rola na cabeça do ser humano? Freud, é claro. Mas estou em recesso e Dulcy também. Força, Lila!!!! Dia dez vem aí!

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Natal

Ontem eu fiz a ceia de Natal daqui de casa o mais light possível e comi o menos possível também, mas ainda assim é impossível não se exceder numa época de tanta fartura e comida gostosa, né?
Bela época pra começar um diário de emagrecimento... Eu e minhas idéias inteligentes!
Mas além de diminuir as calorias do cardápio de ontem, hoje eu comi pouco no café da manhã, no almoço e agora estou lanchando (exatamente como manda o figurino e eu nunca faço).
Outra resolução tomada: tirei do guarda-roupa TODAS as peças de roupa que não cabe em mim e coloquei no armário que era da babá.
Agora estou com pouquíssimas peças no meu guarda-roupa e preciso, necessito, tenho urgência em emagrecer nem que seja pra caber em minhas roupas, pois também decidi não comprar nada novo no manequim 42 ou 44. Vou voltar a usar as minhas roupas de antes.

domingo, 23 de dezembro de 2007

a motivação para o blog

... ontem a noite conversando com Nite, nós duas falávamos da angústia de saber tudo o que é preciso fazer para perder peso e mesmo assim não ter coragem de começar. Então fiquei pensando em criar um diário on-line para dar coragem de continuar sem a necessidade colar fitinhas vermelhas por toda a casa....
Fica aqui o meu compromisso em anotar cada avanço, recaída, pé na jaca e claro, sucesso em atingir a minha meta: 50 kg.

Início de tudo

Tudo começou realmente há alguns anos, em 2004 após ter meu primeiro bebê e ficar 12 quilos acima do meu peso (52 Kg). Imagina eu com 64 kg em um corpo de 1,61m e um bebê no céu... Foi uma época muito difícil, principalmente porque não tinha motivação alguma para perder peso.

Passado o susto inicial, a questão era ter outro bebê e não perder os quilinhos extras e quando engravidei estava com 60 Kg. Tão gorda que minha médica só faltou cair pra trás quando cheguei lá grávida e gorda. Imediatamente ela cortou TODOS os meus excesso e em um mês estava com 57 quilos.

Quando pari estava com quase 66 quilos, inclusive com todo o inchaço.... Outra novela....